Espaço Publicitário

quarta-feira, 29 de junho de 2016

“Manhê”, quero voltar a ser criança!


Quantas vezes você já se questionou por que teve que crescer e se tornar adulto, ter responsabilidades, obrigações, afazeres, entre outras perguntas. Tem dias que chegamos no limite, achando que o mundo está contra nós e que os problemas prevalecem às coisas boas de cada momento.
Bem, estas são perguntas que passam pela minha cabeça quase todos os dias. Obrigações com a casa, arrumar, limpar, fazer comida, ter que ir trabalhar para ter dinheiro, comida, roupas e entre outras coisas.
Nesses dias eu penso que cansei de viver como uma pessoa adulta e madura. Gostaria de voltar a ser criança, uma menina de seis anos que brincava de fazer bolos de terra e os experimentava. Gostaria de fazer cara de choro e correr para os braços de minha mãe (essa parte ainda faço).  
De repente, minha consciência vem de mansinho e fala, temos que dar um jeito, precisamos ver o lado bom da vida, o que podemos tirar proveito de cada momento? Conhecimento, experiências, ensinamentos...
Tornar mais simples as tarefas diárias, as obrigações, a quantidade de informação que registra, a sua casa e muitas outras coisas que preenchem a sua vida, implicará em uma redução significativa no nível de stress.
Continuo com os meus pensamentos - Vou fazer mais, mas mais o que?
Pensar positivo, ver a vida por outro ângulo, talvez o da possibilidade e oportunidade, prosperar, desejar e fazer o bem!
Procuro ter e manter uma atitude de agradecimento às coisas boas da vida. Penso de forma positiva, tentando deixar de lado as negativas. A cada dia que passa, aprendo a reconhecer e a agradecer a vida que tenho e as pessoas que estão ao meu lado. Uma atitude positiva na vida é a melhor solução para ter alegria e felicidade.
Buscar um pouco do meu lado criança, voltar a ser criança faz bem para alma, corpo e mente. Uma das coisas que mais gosto de fazer é brincar! Brincar sozinha com meus pensamentos, com meus filhos, marido e familiares, com meus passarinhos, com os cachorros da minha mãe.
Antes de ter filhos, eu e meu marido compramos vários jogos para nós dois jogarmos, dentre eles o Jogo da Vida e o UNO. Agora com filhos nossas brincadeiras são focadas nos meninos e continuamos a brincar muito.


E você o que faz para buscar um pouco do lado de ser criança?

Nenhum comentário:

Postar um comentário